Astrologia

Sexta-feira 13 com Lua cheia: 4 práticas para fazer esta noite e aproveitar a forte energia

Para completar o cenário, que já é bem misterioso na sexta-feira 13, a fase da Lua é a cheia! Ela estará em Peixes, signo da profundidade emocional, regido pelo elemento água e que fala muito de espiritualidade.

Nossas emoções ficam à flor da pele, a sensibilidade aumenta e muita coisa vem à tona. Bate mais entusiasmo e energia para realizar algumas tarefas que, até então, estavam sendo gestadas. “Neste mês a cheia lunar acontece em Peixes, com o Sol transitando o signo de Virgem. É sinal de vamos mergulhar ainda mais profundamente nas nossas emoções, nas nossas incertezas e sonhos mais viscerais”, diz a astróloga Sonia Rezende.

Quando o dia 13 cai em uma sexta-feira, essa combinação atrai muito receio dentro da cultura popular. Isso porque a sexta-feira 13 é associada, por muitas pessoas, a uma data de mau agouros e azar.

A explicação para a associação da data com os maus presságios está no passado da humanidade. Virgínia Gaia, astróloga, explica que, historicamente, as sextas-feiras eram um dia dedicado a Vênus, um planeta que fala de prazer, sensualidade e a imagem feminina.

“Na Idade Média, porém, como havia muita repressão de todos esses temas, as sextas ficaram com esse estigma”, diz Virgínia.

Soma-se à repressão dos temas de Vênus, o fato do número 13, no tarô, ser o arcano da morte. “Em muitos baralhos, esse arcano nem recebe nome. Isso pelo tabu da morte. Mas é uma leitura errônea, já que o arcano 13 fala de transformação, não é morte de uma pessoa. É a morte lida como fechamento de ciclos”, pontua a astróloga.

Lua cheia em Peixes

Como explicado por Virginia, as crendices da sexta-feira 13 nascem no campo das superstições que foram criadas em torno das repressões às imagens ligadas tanto às sextas-feiras quanto ao número 13.

Desse modo, o que vale para este 13 de setembro não é tanto o fato de ser uma sexta-feira 13, mas sim a véspera de uma Lua cheia: na madrugada da sexta para o sábado, às 1h32, observaremos uma Lua cheia em Peixes.

De acordo com Virgínia, o momento é propício para saber separar ilusão e realidade. Isso porque, além da Lua em Peixes, Sol, Marte, Mercúrio e Vênus estão em Virgem. Sol e Lua ainda estão “tensos” com Júpiter em Sagitário, o que propicia essa análise mais minuciosa para a vida.

A astróloga também explica que essa Lua cheia é o ápice de uma Lua nova em Virgem ocorrida em 30 de agosto e que trouxe o que na astrologia é chamado de stellium em Virgem, que é a conjunção de três ou mais planetas no mesmo signo.

“É o ápice de um ciclo virginiano para que seja separado o joio do trigo. Separar o que é misticismo, ilusão, o que é fantasia”, diz Virginia.

Dos 12 signos do Zodíaco, Virgem e Peixes são os que devem ser mais impactados pela energia dessa Lua. Porém, sagitarianos e geminianos sentem em doses menores.

Práticas para colocar em ação

Para aproveitar a energia do dia, algumas práticas são indicadas na noite desta sexta-feira. E aqui não vamos entrar em nenhum ritual com gato preto, um animal que muitas vezes é maltratado em datas como essa, como lembra Virginia.

“Várias ONGs não doam gatos nessa época porque há pessoas que as procuram com suposta finalidade de doação, mas na verdade fazem crueldades em rituais que estigmatizam o gato preto – animais que sempre foram símbolos de proteção”, critica a astróloga.

Se a ideia é aproveitar a energia desta noite, as dicas são:

1 – Acender uma vela azul escura ou violeta, as cores de Júpiter, pedindo proteção e expansão espiritual.
2 – Quem quiser discernir o que é ilusão do que é real, a dica é acender duas velas, uma azul escura/violeta e outra laranja, uma para Júpiter e outra para Mercúrio, para fortalecer raciocínio, lógica e equilíbrio e espiritualidade.
3 – Todos os tipos de meditações, de mentalizações aos menos favorecidos, pedidos a saúde física e mental são propícios neste momento.
4 – Quem quiser fazer doações, vale mentalizar que aquilo que for doado vai voltar para você na mesma proporção.

Fonte: vix e universa (uol)

Fotos: Maya Kruchankova – Shutterstock / Mark Sutton – Eye – Getty Images

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *